Terceira edição do “Sons do Nordeste” acontece no sábado (23)

713
Foto: Divulgação / Evento
Dia 23 de novembro acontecerá na sala de concertos da Casa de Vovó Dedé, a terceira edição do “Sons do Nordeste”. No palco, os artistas Claudine Albuquerque, Bruno Leicam, Rod Rosemberg e Cleane Sampaio apresentarão releituras de clássicos da música nordestina. O espetáculo tem a direção musical e arranjos originais de Ferreira Junior, produção e direção geral de Ewelter Rocha. Nessa edição, o show ressalta a riqueza e a diversidade rítmica e temática da música nordestina.
O show passeia pelo frevo, forró, movimento Manguebeat e cânticos populares do sertão, misturando sonoridades tradicionais e contemporâneas. O evento acontece anualmente, com o objetivo de divulgar a cultura e a música nordestina.

Sobre a Instituição

A Casa de Vovó Dedé é uma instituição sem fins lucrativos fundada em 1993 na Barra do Ceará, em Fortaleza/CE. Com a missão de promover o desenvolvimento humano, pessoal e profissional, por meio da arte, cultura e educação de crianças e jovens — com faixa etária entre seis a vinte e nove anos — em situação de vulnerabilidade social. Por meio de atividades e projetos totalmente gratuitos.

A instituição que tem a música como pilar, oferta nesse âmbito dezesseis cursos, entre cordas dedilhadas e friccionadas, sopro e outros. Desenvolve formações de grupos musicais e apresentações buscando sempre a participação dos alunos, professores e convidados, o que contribui para o aperfeiçoamento musical de todos. Colabora para o crescimento de seus alunos e professores, através de eventos elaborados pelos jovens dos diversos setores de atividades da instituição. Além de promover a disseminação da arte e cultura, a OSC – Organização de Sociedade Civil, oferta capacitações na área da tecnologia, por meio de oficinas e cursos como: audiovisual, animação, design gráfico, fotografia, entre outros. Atua como um importante canal de fomento e divulgação da cultura da nossa comunidade através da produtora de audiovisual, da TVDD, da Rádio Vovó Dedé e do Estúdio Casa Animada.

Atualmente a Casa trabalha com o objetivo de conquistar sua autosustentabilidade, construindo caminhos para adquirir os recursos necessários para seu custeio e investimentos, através da comercialização de serviços produzidos pelos jovens egressos das atividades desenvolvidas pela instituição. Esse modelo permite que toda uma cadeia produtiva gerada pela prestação desses serviços seja remunerada e os recursos excedentes sejam destinados aos trabalhos da OSC, gerando assim oportunidades de trabalho e renda a muitos dos jovens assistidos; além de permitir que a instituição sobreviva, cumprindo sua missão, com seus próprios recursos.
 
Sobre Mansueto Barbosa

O compromisso social, a coragem e a doação de um homem. Em 20 de Fevereiro de 1938, no Ceará, na cidade de Quixeramobim, nascia o menino Francisco de Paula Barbosa – que ficaria conhecido como Mansueto Barbosa. Ficou órfão de pai aos sete anos de idade, migrou para Fortaleza, onde se formou em Contabilidade pela Escola Técnica Federal do Comércio, e em Direito pela Universidade Federal do Ceará; cursou pós-graduação em Administração pela Escola de Administração do Ceará. Em 1962 iniciou sua trajetória nas comunicações, quando a convite do empresário Edson Queiroz passou a dirigir a Rádio Verdes Mares, assumindo posteriormente a direção da Televisão Verdes Mares. Foi figura imprescindível na consolidação do Sistema Verdes Mares de Comunicação.

Uma esperança, um sonho – educar pela música. Além do sucesso na direção de um dos mais importantes empreendimentos de comunicação do estado do Ceará, a vida lhe reservara outra missão. Num gesto de solidariedade, coragem e esperança, em 1993, Mansueto Barbosa funda a Casa de Vovó Dedé. OSC, sem fins lucrativos que promove assistência a crianças, adolescentes e idosos carentes. Se a ideia foi modesta no propósito, a obra se fez e se faz eterna no coração de centenas de crianças e jovens.

Tinha como missão acolher sem restrição, educar com seriedade, ensinar sem preconceito. Acreditar no outro e em si mesmo, restaurar a esperança. Buscar a excelência na simplicidade das coisas. Educar pela Arte e para a vida. Ensinar a amar o que se tem, o que se é, o que se faz. Ensinar a saber querer ser mais. Na última palestra que proferiu em um evento na Casa, ao concluir sua fala, ele fez um gesto com a mão, indicou quatro dedos da mão direita e disse: “A palavra é simples, pequenina, formada por quatro letras AMOR”.

Serviço

3ª edição do “Sons do Nordeste”
Dia 23 de novembro de 2019 às 10 h
Local:  Sala de Concertos da Casa de Vovó Dedé
Rua Jerônimo Albuquerque 445 Barra do Ceará
Entrada Gratuita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here