Enfermeira aposentada se dedica a cuidar de cães com doenças terminais

110
Nicola Coyle cuida de cães que foram abandonados em estado terminal. Foto: Reprodução / Facebook

Depois de se aposentar, a enfermeira britânica Nicola Coyle decidiu se dedicar a novos pacientes: cães com doenças terminais e previsão de menos de seis meses de vida.

Há alguns anos, ela toca o projeto “Grey Muzzle Canine Hospice” e ajuda a tornar mais feliz os últimos meses de vida de animaizinhos abandonados – normalmente porque seus donos não têm condições de bancar as depesas médicas, explicou Nicola, em entrevista ao Metro.

a os animais no quintal de sua própria casa e, além de cuidados médicos e companhia, dá aos bichinhos festas de aniversário, piqueniques na praia e até passeio pelo McDonald’s.

“Pode ser um trabalho cruel, mas alguém tem que fazer isso. Eu sou uma amante dos animais e não consigo aceitar sequer pensar em vê-los passando seus últimos dias, semanas ou meses sem o amor que eles merecem”, disse, nas redes sociais.

Quando os cães morrem, a enfermeira enterra seus corpos em um “lugar especial”, como chama, no quintal de sua casa, em Nottingham, na Inglaterra. Ao “Metro”, ela disse que gasta cerca de 500 euros (mais de 2 mil reais) com cada pet, dinheiro que tira do próprio bolso e de campanhas que organiza na internet.

As informações são do site universa.uol.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here