João Batista, O Maior

148

O misterioso projeto de Deus, a respeito da salvação da humanidade, passa por São João Batista, que, na alegria do seu nascimento, já deixa óbvio que somos chamados a percorrer os caminhos do Senhor. A alegria de sua vinda ao mundo é por nós comemorada desde o ventre de sua mãe, Isabel, quando Deus o tinha consagrado como o maior entre os nascidos de mulher.

Desse modo, inspirados na figura do glorioso São João Batista, defensor da verdade e da justiça, que prometeu tempos bons e um futuro muito promissor para a humanidade, possamos, conscientes, olhar o mundo dos traços profundos de desigualdades, de toda natureza, vivenciados pelos filhos de Deus.

Não temos dúvida de que seu nascimento é prenúncio de tempos novos e messiânicos, no anúncio da instauração do reino de Deus, sendo que a humanidade é chamada a travar um forte duelo: o de sair das trevas e experimentar, com grande disposição, a luz verdadeira, luz esta dadivosa e misteriosa, de tão bela e fulgurante que foi, que é e que sempre será. Não podemos, jamais, nos esquecer daquele que preparou um povo inclinado aos propósitos do nosso bom Deus. Numa jubilosa gratidão ao nosso Deus, infinitamente bom, não nos cansemos de nos pasmar pela alegria do nascimento de São João Batista.

A mensagem de esperança de João Batista é para deixar nítido o resplandecer da luz divina, mesmo em um mundo antagônico e sombrio, transformando, em lugar bom e solidário, lugar de Deus, o deserto da vida, sinal inexorável de sua agradável presença. Ele nos ensina que, pela ascese cristã e pelo rigor consequente – próprios dos seguidores de Jesus de Nazaré -, encontramos sentido no consistente compromisso diário: no de bater, com constante humildade e confiança, à porta do coração de Deus.

Seu grande trunfo consistiu no anúncio da vinda do Salvador da humanidade, e também no vibrante convite de acordar o povo do sono, muitas vezes profundo. Ele nos ensina o caminho da justiça e da solidariedade, seu legado maior: que lutemos em favor da vida, fazendo-nos um com Deus, no ânimo e no destemor de descer ao doloroso abismo de nossa humanidade, na perseverança e no amor.

*Padre, Jornalista, Colunista e Pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE. Membro da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza geovanesaraiva@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here