Informação necessária.
 

CADASTRE-SE

Faça seu cadastro para receber nosso informativo eletrônico:
Nome: Informação necessária.
E-mail: Informação necessária.E-mail inválido.
 
Youtube Twitter Facebook
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

SAIU NA MÍDIA

  13/07/2017 
PESQUISA

Ceará inaugura hoje primeiro banco de pele animal do Brasil

O Ceará terá o primeiro Banco de Pele Animal do Brasil, que será inaugurado no dia 13 (quinta), às 9h.  Na ocasião, também serão apresentados, numa coletiva de imprensa, os resultados da última fase da pesquisa sobre o uso da pele de tilápia em queimaduras.

Foto: Assessoria / UFC
 
O Ceará terá o primeiro Banco de Pele Animal do Brasil, que será inaugurado no dia 13 (quinta), às 9h. A iniciativa é resultado de um projeto de Pesquisa e Desenvolvimento sobre Pele de Tilápia, apoiado pela Enel Distribuição Ceará e desenvolvido pelo IAQ (Instituto de Apoio ao Queimado), em parceria com o NPDM (Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da Universidade Federal do Ceará). O banco ficará sediado no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM), da Universidade Federal do Ceará (UFC).
 
A tilápia foi escolhida por ser um peixe criado em água doce, de rápida reprodução e por disseminar menos doenças. A pele do peixe pretende ser uma alternativa ao uso da pomada de sulfadizina de prata, utilizada no tratamento convencional de queimados. Enquanto o medicamento requer que o curativo da queimadura seja renovado diariamente, o curativo de pele de tilápia, por exemplo, pode ser retirado somente no fim do tratamento de uma queimadura de segundo grau. Além disso, o novo tratamento não pede o uso de analgésicos e anestesias e o tempo de cicatrização é reduzido entre um e dois dias.
 
Atualmente as peles de tilápia são retiradas do Açude Castanhão, em Jaguaribara, maior reservatório de água doce do Ceará, localizado a 260 quilômetros de Fortaleza. Depois de retirado, no Banco de Pele, passará por um processo de limpeza, esterilização, refrigeração, até ficar pronta para ser usado no tratamento. O tratamento dos pacientes do projeto está sendo realizado no Instituto José Frota, em Fortaleza, e já foi registrado pela ANVISA. Atualmente conta com 120 pacientes ambulatoriais e 30 crianças internadas.   
 
“A iniciativa inovadora na área da saúde casa com a visão da Enel de apresentar soluções criativas e que apontem caminhos sustentáveis. Desde o início ficamos muito felizes em poder apoiar o projeto, que deixará um legado importantíssimo ao Estado”, destaca Nilo Rodrigues, especialista da Área de Pesquisa e Desenvolvimento da Enel Distribuição Ceará. 
 
Serviço:
Inauguração do primeiro banco de pele animal do Brasil
Dia: 13/07 às 9h
Local: NPDM
Rua Coronel Nunes de Melo, número 1000 – Bairro Rodolfo Teófilo - Fortaleza
 
Com informações da assessoria de comunicação

 

Última atualização: 13/07/2017 às 09:10:39
 

Notícias Relacionadas

26/01/2017    Pele do peixe tilápia é usada no tratamento de vítimas de queimaduras
06/10/2015    Nilza Mendonça resgata ingredientes esquecidos do litoral, serra e sertão
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

PÁGINA INICIAL

 
 

Copyright © 2009-2017 Agência da Boa Notícia  •  Todos os direitos reservados.
Av. Des. Moreira, 2120, sala 1307 - Aldeota  •  CEP: 60170-002  •  Fortaleza - CE
Fone/Fax: (85) 3224.5509  •  E-mail: boanoticia@boanoticia.org.br

    www.igenio.com.br