Um casal, o amor e uma segunda chance para uma nova vida

O relato escolhido para enfatizar a força do amor e o desejo de superação vem das ruas de Fortaleza. Um homem e uma mulher que estavam em situação de rua, se apaixonaram e tiveram uma nova oportunidade

6544
Lucimar e Hermison no café da manhã promovido pelo Grupo Amor. Foto: Divulgação / Projeto Amor

A história inspiradora tem como cenário a Praça do Ferreira, em Fortaleza. Para nos ajudar com os detalhes contamos com o apoio do Grupo Amor – Grupo de apoio à pessoas em situação de rua. O Grupo Amor reúne amigos residentes na capital cearense que têm como objetivo saciar a fome e a sede, mesmo que por um momento, de pessoas em situação de rua. Eles se organizam através das redes sociais e aplicativo de mensagens para planejar e realizar as doações.
Foram eles que conseguiram mudar o rumo dessa história para melhor. Então, vamos lá!

Os protagonistas:

Lucimar
Maranhense, 51 anos, chegou à Fortaleza adolescente. Dona Lucimar tinha uma banca de refeições na praça. Vivia de seu próprio trabalho até o dia que conheceu e se envolveu com as pessoas erradas. Ela foi convencida a assinar papéis e não entendia sobre o que realmente se tratavam, não entendia a gravidade dos documentos. Ela foi ludibriada, fez empréstimos, perdeu tudo o que tinha.
Passou a ocupar a Praça do Ferreira em outra condição: estava em situação de rua.

Hermison
Paraibano, 40 anos, cozinheiro de mão cheia. Trabalhou em vários restaurantes pelo país. Hermison ocupava um dos abrigos da prefeitura. Por conta de seu ofício, não conseguia chegar ao abrigo dentro do horário permitido e muitas vezes dormia na rua.

Em uma dessas noites, Hermison teve seus bens roubados, inclusive as roupas, enquanto dormia. Sem roupas e sem estímulo acabou perdendo o emprego e passou a ocupar a praça do Ferreira, como lar temporário.

O casal

Os dois se conheceram e começaram a namorar. Voluntários do grupo Amor, ao terem acesso as histórias em um dos cafés da manhã oferecidos pelo grupo, procuraram uma maneira de ajudar.

Durante uma conversa com Dona Lucimar (depois de muitas tentativas, pois ela não era de falar muito), eles entenderam seu passado e suas mágoas. Convenceram-na a procurar a família no Maranhão, que há muito tempo ela não tinha notícias. Havia medo, medo da rejeição.

Após o contato, os parentes aceitaram que ela voltasse para São Luís. Lá eles teriam alguma expectativa de trabalho, onde morar e fazer as refeições. Então, ela resolveu voltar e levar o seu companheiro junto!

Qual seria o próximo passo? Conseguir as passagens para a viagem. Foi aí que o grupo Amor entrou em cena novamente. “Nós, voluntários, temos um cofrinho. São doações feitas por nós mesmos para comprarmos as refeições e o material dos nossos encontros. Usamos esse dinheiro que restou para passagens, malas e lanche, explicou a voluntária Lívia Barrocas.

A Viagem

O casal viajou na quinta-feira (11). Com o coração repleto de esperança. Felizes e entusiasmados para recomeçar. São mais duas pessoas que saem da situação de rua para lutar por melhores condições de vida.

Para Lívia, ter ajudado a proporcionar uma nova chance a esse casal é a confirmação de que o projeto Amor está no caminho certo. “No caminho que, se cada um fizer um pouquinho, podemos ter um Brasil melhor. E, ao invés de só reclamarmos da situação nós podemos fazer a nossa parte, afirmou Lívia.

Que o amor e a cumplicidade dos dois sirvam como fortaleza para que os próximos dias sejam de boas oportunidades, reencontros calorosos e muita felicidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here