XIII Mostra Estadual Ceará Natal de luz faz homenagem a duas mestras da cultura popular

As mestras Margarida Guerreira e Rita Costa serão as homenageadas com o tema: “Duas Mestras: Uma Estrela e Uma Guerreira”

2514
Foto: Divulgação / Evento

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) realiza a XII Mostra Estadual Ceará Natal de Luz. A edição já tem data e local: dia 04 de janeiro, a partir das 8h, na Praça do Ferreira, em Fortaleza. O evento marca o fim das atividades do Ciclo Natalino do Estado e terá como tema este ano “Duas Mestras: Uma Estrela e Uma Guerreira”, com homenagens às Mestras Margarida Guerreira, do reisado As Guerreiras de Joana D’Arc (Juazeiro do Norte), e Rita Costa (in memorian), do Pastoril Nossa Senhora de Fátima (Fortaleza).

Para as apresentações de janeiro os grupos ainda estão sendo selecionados por uma comissão formada por representantes da Secult e da sociedade civil, através de visitas aos eventos natalinos que integram as Mostras Regionais Natalinas em diversas regiões do Ceará. Dentre os participantes serão selecionados 14 grupos de Tradições e Grupos de Projeção ou Parafolclóricos, do interior e da capital cearense, além de convidados.

A Mostra Estadual Ceará Natal de Luz é a culminância das atividades apoiadas pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará através do Edital Ceará Natal de Luz, que tem por objetivo apoiar a produção de bens e serviços culturais vinculados à temática natalina nas várias regiões do Estado. Visa ainda democratizar o acesso aos recursos, selecionando projetos relacionados às tradições regionais cearenses do ciclo natalino e que sejam fiéis às tradições – que incluem manifestações como lapinhas vivas, pastoris, bois, reisados, presépios e fandangos.

As Homenageadas

Dona Rita Costa (in memorian), Mestra da Cultura Popular – Nasceu em 1928, no bairro do Pirambu, em Fortaleza (CE). Ainda criança, dançava e dramatizava personagens nos “dramas”, pastoris e bumba-meu-boi. Em 1938, aos dez anos, já interpretava alguns personagens no Pastoril, comandado por sua tia Benvinda, experimentando a encenação de praticamente todos os personagens. Após o falecimento da tia, Rita assume a condução do grupo. Em 1945, Dona Rita casa-se com Antônio Ferreira Costa, conhecido popularmente por Sr. Totonho (músico/percussionista). O casal teve doze filhos, dos quais sete dão continuidade à tradição cultural recebida pela família.

Em 1990, Dona Rita, por motivo de saúde teve que se afastar e transmitir, ainda em vida, seus ensinamentos e saberes aos seus herdeiros, especificamente, Francisca Ivanila, conhecida popularmente como Dylla Costa. Atualmente ela já repassa os conhecimentos da tradição à sua filha, cujo nome é o mesmo da avó, Rita.

Dona Rita faleceu em 2004, na época, havia sido escolhida como Tesouro Vivo da Cultura do Ceará, não chegando sequer a ser diplomada. Atualmente, o Pastoril Nossa Senhora de Fátima é composto por 40 integrantes, divididos nas linguagens de teatro, dança, música e canto. Formado, praticamente, por 70% de familiares (filhos, noras, genros, netos, sobrinhos), e 30% por filhos de ex-brincantes, assim o grupo mantém sua montagem original.

Dona Maria Margarida da Conceição, Mestra da Cultura – Alagoana de Maceió, nasceu a 21 de junho de 1935. Trabalha com reisado há 70 anos, na ocupação de Mestre Guerreira. Margarida Guerreira, como é mais conhecida, descobriu aos oito anos que já tinha admiração pelas brincadeiras populares que vivenciou em sua infância em Alagoas. Com a chegada de sua família a Juazeiro do Norte, movida pela fé no Padre Cícero, Margarida se depara com várias manifestações populares. A partir desse momento se encanta.

Pouco depois, funda o grupo “As Guerreiras de Joana D´Arc”, reisado formado só por mulheres, três treme-terra, blocos de moças com espadas, que até hoje resiste pela sua força de cantar e dançar a arte do povo nordestino. Recebeu o título de Mestra da Cultura Tradicional Popular em 2004, pela Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Ceará. Em 2006, tornou-se patrona da praça de convivência do SESC Unidade Juazeiro, que passou a ser chamada Terreiro de Mestra Margarida. Considerada por muitos Mestra dos Mestres do Cariri, é a mestra mais antiga em atividade.

A XIII Mostra Estadual Ceará Natal de Luz é uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), com apoio do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura, Cidadania a Meio Ambiente de Senador Pompeu, da Comissão Cearense do Folclore e Fórum de Cultura Tradicional Popular, e produção da Fundação Educacional Silvestre Gomes (Fundesg).

Serviço

XIII Mostra Ceará Natal de Luz
Dia: 04/01/19
Horário: a partir das 08h
Local: Praça do Ferreira – Centro. Entrada franca.

Mais detalhes em www.secult.ce.gov.br.

Com informações da Assessoria de Comunicação

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here